sábado, 19 de novembro de 2011

A BIBLIA E O CELULAR

Já imaginou o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia do jeito que tratamos o nosso celular?

E se sempre carregássemos a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa?
E se déssemos uma olhada nela várias vezes ao dia?
E se voltássemos para apanhá-la quando a esquecemos em casa, no escritório…. ?
E se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos?
E se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela?
E se a déssemos de presente às crianças?
E se a usássemos quando viajamos?
E se lançássemos mão dela em caso de emergência?

Mais uma coisa:

Ao contrário do celular, a Bíblia não fica sem sinal. Ela ‘pega’ em qualquer lugar.
Não é preciso se preocupar com a falta de crédito porque Jesus já pagou a conta e os créditos não têm fim.
E o melhor de tudo: não cai a ligação e a carga da bateria é para toda a vida.

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”! (Is 55:6)

terça-feira, 15 de novembro de 2011

REFLEXÕES SOBRE A ESPOSA DE UM OBREIRO

1. OS PRIVILEGIOS DE SER ESPOSA DE OBREIRO

1. O privilégio de compartilhar das oportunidades
2. O privilégio de compartilhar da liderança
3. O privilégio de oferecer sábias sugestões
4. O privilégio de ser uma eficaz adjutora
5. O privilégio de compartilhar do galardão

2. OS COMPROMISSOS DE UMA ESPOSA DE OBREIRO

1. O compromisso de apoiar
2. O compromisso de acompanhar
3. O comromisso de ajudar
4. O compromisso de estimular
5. O compromisso de compreender

3. AS TENTAÇÕES DE UMA ESPOSA DE OBREIRO

1. A tentação de ignorar o ministério de seu esposo
2. A tentação de murmurar quando ocorrem crises, inclusive de solidão
3. A tentação de desistir diante das muitas dificuldades
4. A tentação de cultivar um ciúme doentio
5. A tentação de abandonar o esposo