terça-feira, 9 de agosto de 2011

O VASO DO OLEIRO

Jeremias 18:4-6 - Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 6 Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel."

O oleiro que é um artista, pois com suas mãos vai dando forma ao barro.

É lindo, pois de um pouco de barro ele faz um objeto preciso e belo.

Muitas vezes, o vaso que o oleiro está moldando não dá certo, então ele pára, retoma tudo e recomeça o seu trabalho, tirando do barro todas as impurezas.

Assim é Deus conosco, é como o oleiro que 'molda o nosso barro', tirando todas as 'areias e pedrinhas', que são nossas imperfeições.

O Senhor faz isso no concreto, no prático da nossa vida.

Muitas vezes, não entendemos o que Deus faz na nossa vida, usando, muitas vezes, de situações de dor e sofrimento para nos 'moldar', mas isso é necessário para nos purificar.

Em tudo o que vivemos, Deus está purificando o nosso 'barro', mas é preciso que sejamos firmes e enfrentemos todas as situações com amor, perseverança e oração.

Isso vai durar a nossa vida inteira, só no fim é que poderemos dizer: 'Está pronto o vaso'.

Deixe Deus purificar a sua vida.

O vaso não pode ir para o forno com impurezas, porque senão ele não agüenta a alta temperatura e racha.

Permita que o Senhor amasse o seu 'barro' e tire as impurezas, deixe-o usar nas situações difíceis, dos problemas e das doenças para purificar você, para que, no último dia, quando chegar a hora de tirar o "vaso do forno', ou seja, a hora de se apresentar ao Senhor, você não esteja 'rachado', como acontece com os objetos de barro com impurezas.

Há, porém, um detalhe final enquanto estamos vivendo aqui neste tabernáculo de barro; Na olaria de Deus não existe lixo porque sua misericórdia é infinita.

Os vasos rachados, quebrados e reprovados Ele junta os cacos e faz um vaso novo!

Nenhum comentário: